Leishmaniose: quais os sintomas e tratamento e como identificar

Início » Saúde » Leishmaniose: quais os sintomas e tratamento e como identificar
Geralmente envolve um hospedeiro do parasita (cachorros, na maioria das vezes) e a picada de uma fêmea do mosquito conhecido popularmente como mosquito
IMAGEM: Internet
 Leishmaniose: quais os sintomas e tratamento e como identificar

Leishmaniose

            Leishmaniose: sintomas e tratamento

             Patologia causada por parasitas (protozoários com flagelos) do gênero Leishmania, a leishmaniose é uma doença que, aqui no Brasil, geralmente envolve um hospedeiro do parasita (cachorros, na maioria das vezes) e a picada de uma fêmea do mosquito conhecido popularmente como mosquito palha, que carrega o protozoário e infecta assim o ser humano. O desenvolvimento da doença pode ser crônico e extenso, durando vários meses.

            Há duas possíveis manifestações da leishmaniose. Uma delas é a leishmaniose cutânea (também chamada de tugumentar), que se apresenta por meio de lesões na pele e pode também prejudicar as mucosas. Já a leishmaniose visceral (ou calazar) é considerada uma patologia sistêmica, que pode afetar diversos órgãos; mais comumente, prejudica o fígado, o baço e/ou a medula óssea.

            Para mais informações sobre essa doença, seus sintomas e como trata-la, veja os tópicos abaixo.

 

Leishmaniose: como identificar

            Ao perceber sintomas como lesões avermelhadas e/ou que apresentem pus na pele ou forte cansaço, palidez, emagrecimento e distensão abdominal, o paciente não deve hesitar em procurar atendimento médico. Ao analisar o quadro clínico, o médico deve solicitar exames como um hemograma, onde pode-se observar a diminuição dos macrófagos – células que o parasita infecta – e forte ativação de anticorpos.

Pode-se recolher material da medula óssea quando há suspeita de leishmaniose visceral, que, em casos de infecção com leishmania, costuma conter parasitas, além de existirem também exames laboratoriais. No caso da leishmaniose cutânea, uma avaliação clínica apurada é a forma mais usual de diagnóstico, pois é difícil enxergar os protozoários das lesões de pele em laboratório, por exemplo. Isso deve ser associado aos resultados do hemograma.

 Leishmaniose: como tratar a doença

            Os tratamentos variam de acordo com a manifestação da doença, a saber:

Leishmaniose cutânea: as feridas podem regredir com medicamentos mais comuns, mas, normalmente, são administradas drogas bastante específicas, a exemplo dos antimoniais penta valentes.

Leishmaniose visceral: não há cura para animais infectados, mas, em seres humanos, o tratamento é feito com drogas específicas como os antimoniais penta valentes, administrados de forma endovenosa. Há efeitos colaterais, mas o tratamento costuma ser eficiente, embora possa haver reincidência meses após a conclusão do tratamento.

Os principais sintomas da Leishmaniose

            Assim, esquematicamente, seguem os sintomas da doença de acordo com suas duas manifestações:

Leishmaniose cutânea:

- Aparição de lesões cutâneas que são, em seu interior, granulosas e contêm pus; são avermelhadas ao redor e de difícil cicatrização;

- Lesões nas mucosas;

- Presença de nódulos no corpo;

- Lesões que podem apresentar conjuntamente mal-estar, febre e calafrios.

 

Leishmaniose visceral:

- Febres duradouras;

- Fadiga;

- Falta de apetite;

- Perda de peso;

- Anemia e palidez;

- Distensão abdominal (pelo aumento do baço e do fígado);

- Diarreia;

  • Sangramentos na boca e intestino.

             Em ambas as formas, a leishmaniose deve ser diagnosticada o mais rápido possível para que se evitem complicações decorrentes da infecção, as quais podem ser graves e levar à morte. Portanto, esteja atento ao seu corpo e aos sintomas apresentados por ele. Caso note alterações, não hesite em procurar ajuda médica.

Essa postagem o ajudou? Sim Não
Postagens relacionadas
Saúde
Difteria, causas, sintomas e formas de tratamento!

Temos a difteria como uma infecção gerada por uma bactéria chamada de Corynebacterium diphtheriae, esta é uma bactéria transmitida de pessoa para pessoa.

Saúde
Aprenda como emagrecer de forma saudável sem se torturar!

Emagrecer já é uma tarefa difícil para muitas pessoas, em contrapartida, emagrecer de forma saudável, é algo mais difícil ainda, mas vamos dar algumas dicas

Saúde
Caxumba: sintomas, tratamento e como identificar

Com ocorrências cada vez mais raras no Brasil em decorrência da vacinação infantil, a caxumba é uma patologia conhecida por deixar o rosto inchado

Publicidade
Últimas
Px Pro
Saúde Dicas - 2015