Cistite: Sintomas e tratamento

Início » Saúde » Cistite: Sintomas e tratamento
Cistite nada mais é do que uma infecção de bexiga. As infecções de bexiga urinária são comuns em mulheres, principalmente as que estão em seu periodo fértil
IMAGEM: Internet
Cistite: Sintomas e tratamento

O que é Cistite? 

A condição de Cistite nada mais é do que uma infecção de bexiga. As infecções de bexiga urinária são comuns em mulheres, principalmente as mulheres que estão em seu período fértil. Muitas mulheres também desenvolvem cistites repetidas inclusive.

Existem muitas bactérias na vagina, e elas podem se deslocar de forma direta para a uretra e o interior da bexiga. Além de tudo isto, a cistite vaginal poderá ocorrer após uma relação sexual, tudo porque provavelmente a uretra tenha sofrido traumas.

Em homens a situação de cistite é menos frequente, mas pode existir, de forma geral, ocorre como uma infecção de uretra, que se estende até a próstata e posteriormente até a bexiga. A infecção de bexiga poderá ainda ser provoca à por um cateter ou por um instrumento que seja utilizado durante os atos cirúrgicos. Sua causa mais frequente de infecções de repetição nos homens é uma espécie de infecção bacteriana que estiver persistente na próstata.

 

Cistite: Sintomas e tratamento

Com relação aos sintomas de cistite podemos citar que existe um desejo forte e persistente de urinar, bem como a sensação de queimação ao urinar.

Urinar em pequenas quantidades e de forma frequente, bem como sangue na urina.

Urina turva ou com cheiro forte, bem como desconforto na região pélvica.

Sensação de pressão abdominal inferior e febres baixas.

Nas crianças pequenas, o fato de fazer xixi nas calças poderá ser um sinal de uma infecção de trato urinário. E a partir disto, a Enurese noturna por si não é apenas suscetível de ser associada a uma infecção urinária.

Cistite: Como identificar e tratar

Muitas pessoas são mais propensas do que outras para desenvolver cistites ou mesmo cistites recorrentes. Para o caso da cistite vaginal, uma das principais razões para que ela seja recorrente é a sua anatomia física, já que a vagina tem uma uretra mais curta do que a encontrada no pênis, o que reduz muito a distância que as bactérias percorrem para chegar na bexiga.

Podem ocorrer em pessoas que são sexualmente ativas, utilizam diafragma para controlar a natalidade, tem o sistema imunológico baixo e fazem a utilização de forma prolongada de cateteres urinários;

Assim que identificado o principal motivo da doença, o paciente será indicado ao melhor tratamento que pode ser realizado de acordo com a sua necessidade.

Cistite: Como tratar a doença

Caso você sinta dores nas costas ou de lado, febres e calafrios, náuseas e vômitos, bem como situações frequentes de sangue na urina, estes sintomas podem inclusive voltar após um tratamento para cistite, nesta situação é interessante que você procure contatar um médico.

Para o tratamento da doença são indicados antibióticos que variam conforme o tipo de cistite que você possui.

Principais sintomas da Cistite.

Caso você sinta um desejo forte e persistente de urinar, sensações de queimação ao urinar, bem como urinar em pequenas quantidades e de forma frequente. Urina com cheiro forte ou turva, bem como desconforto na região pélvica você deverá buscar ajuda médica imediatamente. A cistite se não tratada pode trazer complicações graves de saúde, por isso sempre que tiver dúvidas procure ajuda médica.

Prevenção:

Beba bastante líquido (pelo menos 1 litro ao dia). Para prevenir as cistites recidivantes, experimente sucos (250 ml ao dia) de plantas com bagas (arando vermelho, cranberry) pois estes são bastante eficazes.

Lute contra a fadiga e o estresse, pois ambos podem ser responsáveis pelo aparecimento da cistite, através do enfraquecimento do sistema imunológico. Você pode tomar fortificantes e vitaminas para fortalecer o sistema imunológico.

Aumente suas defesas imunológicas, através da sauna, por exemplo, e de uma alimentação saudável, composta de frutas que são ricas em vitaminas (evite as frutas cítricas,) ou probióticos ( iogurtes, lactobacilos, …).
Você pode também tomar remédios à base de equinácea, vitamina C ou medicamentos imunoestimulantes à base de extratos de germes, como a bactéria E.Coli, para reforçar o sistema imunológico.

Utilize roupas quentes no inverno, evite roupas íntimas muito apertadas, curtas ou sintéticas (dê preferência às confecções em algodão). As jovens devem tomar cuidado com a moda da barriga à mostra no inverno, pois o frio fragiliza o sistema imunológico, sendo assim, o risco de obter uma cistite aumenta.

Troque regularmente suas roupas íntimas para evitar o aparecimento de agentes infecciosos.

Trate e previna qualquer problema de prisão de ventre o quanto antes, pois esta pode favorecer a fermentação intestinal que por sua vez, poderá levar a uma propagação das bactérias em direção às vias urinárias.

Urine sempre que tiver vontade, não é aconselhável “segurar o xixi”, pois neste caso os germes podem se proliferar mais facilmente.

Tenha uma boa higiene íntima. O uso de sabonetes ou cosméticos muito fortes pode favorecer a entrada de agentes infecciosos.

Em algumas mulheres, após as primeiras relações sexuais, pode sobrar alguns restos do hímen, que impedem uma boa evacuação da urina e podem provocar cistites. Devido a isso, algumas mulheres conseguem observar uma redução e até mesmo a interrupção das cistites após o nascimento do primeiro filho.  Para isso, o parto deve ser normal, pois isso ajudará a evacuar de maneira natural os restos do hímen. Em alguns casos, o médico poderá propor uma cirurgia para retirar estes restos.

Respeite os conselhos de higiene no banheiro, as mulheres devem se limpar de frente para trás, em direção ao ânus, para evitar a contaminação das vias urinárias por agentes infecciosos fecais.

As relações sexuais podem, às vezes, favorecer o aparecimento de cistites, portanto é aconselhado beber antes da relação e urinar (esvaziar a bexiga) logo depois, já que isso permite a eliminação de determinados germes que podem provocar uma cistite.

Evite as jacuzzi (elas podem estar infectadas por inúmeros germes)

Se você está na menopausa, deve saber que a secura vaginal sintomática desta pode favorecer as infecções urinárias. Converse com o seu médico para agir de forma preventiva, se for o caso.

Evite o uso de absorventes externos, especialmente entre as mulheres com cistite de repetição. Prefira os internos.

Em caso de cistite de repetição, a acupuntura pode ser uma medicina alternativa eficaz. A ação da acupuntura é baseada na estimulação do sistema imunológico e no fortalecimento de certos órgãos do trato urinário (bexiga, por exemplo). Consulte o seu acupunturista sobre o número recomendado de sessões. De acordo com um estudo norueguês, duas sessões por mês por um mês reduziram o número de cistites nos seis meses seguintes às sessões de acupuntura.

 
Essa postagem o ajudou? Sim Não
Postagens relacionadas
Saúde
Lupus: conheça os sintomas e as formas de tratamento.

Estima-se que haja uma quantidade superior a 80 doenças autoimunes conhecidas, sendo que uma delas é o lúpus

Saúde
Como identificar e tratar a Hemorroida?

Saiba quais são os principais sintomas da Hemorroida, tratamento e muito mais aqui no Saúde Dicas, confira!

Saúde
Dor no joelho, causas, sintomas e formas de tratamento!

As dores no joelho são situações comuns que afetam pessoas de todas as idades. Podem ser o resultado de uma lesão, como por exemplo um ligamento rompido.

Publicidade
Últimas
Px Pro
Saúde Dicas - 2015