Conjuntivite, como reconhecer os sinais da doença e tratá-la.

Início » Saúde » Conjuntivite, como reconhecer os sinais da doença e tratá-la.
A conjuntivite é uma doença bastante comum e que acomete grande parte da população. Ela acontece quando a conjuntiva, localizada nos olhos, fica inflamada.
IMAGEM: Internet
Conjuntivite, como reconhecer os sinais da doença e tratá-la.

CONJUNTIVITE: SINTOMAS E TRATAMENTO

Como reconhecer os sinais da doença e tratá-la

A conjuntivite é uma doença bastante comum e que acomete grande parte da população. Ela acontece quando a conjuntiva, localizada nos olhos, fica inflamada. Contudo, a conjuntivite não acontece sempre pelo mesmo motivo, pois existem vários tipos de conjuntivite: alérgica, bacteriana, viral e até mesmo parasitária.

Os sintomas da conjuntivite

Os sintomas nem sempre são as mesmas, havendo variações de acordo cm o tipo de conjuntivite que se contrai. Alguns dos sintomas mais comuns da conjuntivite são: olhos vermelhos, incômodo quando se olha para a luz, secreção do tipo purulenta, impressão de que há areia nos olhos, secreção esbranquiçada, coceira e visão embaçada ou borrada.

As pálpebras também sofrem modificações quando há contágio por conjuntivite. Pode ocorrer inchaço nas pálpebras e é muito comum que, ao acordar, o paciente sinta que as pálpebras estão grudadas, sendo que esse é um dos principais sintomas da doença.

Como tratar a conjuntivite

O tratamento da conjuntivite tende a ser simples, embora a sua duração varie, de acordo com cada caso. De uma forma geral, os colírios são muito receitados no tratamento da conjuntivite bacteriana, sendo que eles têm a função tanto de tratar a doença quanto de aliviar os incômodos característicos do mal. No caso da conjuntivite ser do tipo viral, não existem remédios específicos.

Apesar de os colírios parecerem medicamentos muito inofensivos, não se pode usar qualquer um deles: todo colírio, e qualquer outro remédio, deve ser receitado pelo médico oftalmologista. A automedicação traz sérios riscos à saúde, podendo mais atrapalhar que ajudar.

A higiene como auxiliar no tratamento da conjuntivite

Quando há um caso de conjuntivite, é necessário tomar cuidados específicos com relação à higiene. Em primeiro lugar, não deve haver compartilhamento de toalhas, maquiagem e demais itens de uso pessoal e ocular. O compartilhamento desses itens transmite a doença de uma pessoa para outra.

É possível que o oftalmologista recomende ao paciente que ele lave regularmente os olhos com soro fisiológico, além de lavar os óculos, quando usados.  É muito importante que as pessoas sigam à risca a orientação médica e façam o tratamento recomendado, respeitando as doses e os horários de medicação.

Prevenção da conjuntivite

Com cuidados muito simples é possível evitar o contágio pela conjuntivite. Em primeiro lugar, é importante evitar ao máximo levar a mão aos olhos antes de lavá-las e o motivo é simples: caso uma pessoa infectada tenha passado a mão nos olhos e passado depois em uma superfície, a próxima pessoa que tiver contato com essa superfície e levar a mão aos olhos também será contaminada.

Além disso, não usar itens de maquiagem de outras pessoas também é uma forma de prevenção, inclusive quando se trata as maquiagens que ficam à disposição em loja a fim de serem testadas. A transmissão da conjuntivite é muito fácil pelo fato de haver algumas horas entre o contágio e os sintomas. Assim, as pessoas podem não saber que estão contaminadas, mas podem transmitir a doença.

Essa postagem o ajudou? Sim Não
Postagens relacionadas
Saúde
 Leishmaniose: quais os sintomas e tratamento e como identificar

Geralmente envolve um hospedeiro do parasita (cachorros, na maioria das vezes) e a picada de uma fêmea do mosquito conhecido popularmente como mosquito

Saúde
Sinais e tratamento da consciência alterada

O estado de consciência alterada é o estado no qual as pessoas passam a não ter plena capacidade de raciocínio ou de resposta.

Saúde
Bicho de pé (Túngiase): Sintomas e tratamento!

A Tungíase nada mais é do que uma infecção de pele que é causada pela espécie fêmea do parasita Tunga penetrans, este que é conhecido como bicho de pé.

Publicidade
Últimas
Px Pro
Saúde Dicas - 2015